Projetos de Pesquisa homologados na PROPeq

Pesquisar:

Total: 9020 projeto(s) encontrado(s)

Nº/Ano Coordenador Lotação Título Resumo Carga horária do coordenador Vigência Área do Conhecimento Situação
105/2024 JOIRA APARECIDA LEITE DE OLIVEIRA AMORIM MARTINS CUIABÁ Secretaria de Relações Internacionais PERFIL DOS PARTICIPANTES NO PROCESSO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, NO PERÍODO DE 1989 A 2024 Neste projeto “Perfil dos participantes no processo de internacionalização da Universidade Federal de Mato Grosso, no período de 1989 a 2024”, se propõe investigar o perfil dos participantes no processo de internacionalização da UFMT, no período de 1989 a 2024. A escolha pelo recorte temporal se estabeleceu a partir do contexto histórico de proclamação da Constituição Federal em 1988, tangendo da primeira e última gestão da internacionalização na UFMT: 1989 foi o ano de designação do primeiro servidor da universidade a assumir o cargo institucional da temática até o ano de 2024, mês de outubro, período de encerramento da atual gestão devido a mudança reitoral. O objetivo é investigar a história da educação no recorte da política de internacionalização da educação superior com vistas a compreender as conexões e assimetrias do desenvolvimento educacional da população acadêmica integrante as ditas “minorias sociais” de gênero, raça e classe social. Metodologicamente, a pesquisa será bibliográfica e documental, baseada em registros históricos institucionais em arquivos físicos e digitais, em especial na Secretaria de Relações Internacionais/UFMT, além de consulta a legislação, artigos científicos e páginas de web site, alicerçada nos princípios do movimento da Escola dos Annales. Acredita-se que há prevalências em perfil dos participantes, em relação a gênero, raça e classe social, inviabilizando oportunidades de mobilidade internacional como mecanismo de transformação possível para redução de espaços históricos de diferenças. Deter o olhar investigativo ao perfil dos partícipes da internacionalização pode auxiliar na identificação da essência da internacionalização da educação superior brasileira, correlacionando com seu contexto histórico-político-social e de gênero na UFMT, quiçá influir em políticas abrangentes que visem pertencimento a diversidade acadêmica nos variados espaços educativos. 2 15/07/2024 à 15/07/2025 Ciências Humanas Homologado
104/2024 ROGERIO LUCIO LIMA CUIABÁ Departamento de Engenharia Elétrica Programa Estratégico de Fortalecimento Estrutural de Assentamentos Rurais e Sustentabilidade da Agricultura Familiar em Mato Grosso O Mato Grosso é conhecido como um dos celeiros agrícolas do mundo em razão do Agronegócio e sua aptidão na produção e exportação de commodities. Por outro lado, a Agricultura Familiar devido ao seu potencial econômico, requer atenção quanto ao desenvolvimento de tecnologias, boas práticas e assim contribuir para o seu fortalecimento, com o objetivo de atender às demandas locais de alimentos. Neste sentido, essa proposta fomentará a produção agropecuária de cerca de 4.353 agricultores familiares de assentamentos e associações regulamentadas por meio da mecanização de seus processos produtivos, buscando o aumento da produção agrícola, a redução do trabalho manual, a melhoria da qualidade dos produtos agrícolas, o aumento da rentabilidade e a conservação ambiental. Além disso, pretende-se estabelecer uma rede de cooperação institucional entre a Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA que permita a evolução dos fatores de produção nestes assentamentos. Cabe destacar que a agricultura familiar é essencial para garantir a segurança alimentar, o desenvolvimento econômico e social, a preservação do meio ambiente, a manutenção das tradições culturais, o fomento da integração social e a resiliência das comunidades rurais. Ela desempenha um papel insubstituível na construção de um sistema alimentar justo, sustentável e resiliente. Além da mecanização agrícola, soluções tecnológicas são essenciais no desenvolvimento de uma agricultura familiar robusta e sustentável, sendo as atividades dessa proposta, a oportunidade de articulação entre os agricultores familiares e a extensão rural da instituição, responsável por ações de ensino, pesquisa e extensão capazes de fomentar os arranjos produtivos locais da agricultura familiar. Para obter indicadores da agricultura familiar (socioeconômicos, produção, sustentabilidade ambiental, infraestrutura, saúde e bem-estar, empreendedorismo rural) e promover o intercâmbio de práticas exitosas entre os produtores dos assentamentos, a estruturação de uma ferramenta computacional, contendo formulário para avaliação técnica das propriedades, banco de dados para armazenamento, tratamento dos dados obtidos e sistema de front-end com dashboard para avaliação e utilização das informações obtidas ao longo da execução do projeto de pesquisa será implementada. A criação deste ambiente virtual permitirá a interação entre pesquisa e extensão conectada aos produtores familiares, sendo uma alternativa capaz de catalisar os esforços institucionais de compreensão da complexidade dos modos de produção da agricultura familiar. 5 15/07/2024 à 14/06/2027 Ciências Agrárias Homologação provisória
102/2024 LUIZ FERNANDO CASERTA TENCATT CUIABÁ Departamento de Biologia e Zoologia Diversidade e biologia da ictiofauna do Rio Correntes, bacia do alto Rio Paraguai, divisa dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul O Rio Correntes nasce entre a serras da Saudade e de Maracaju, a 750 metros de altitude, percorrendo aproximadamente 245 km até sua foz na confluência com o Rio Piquiri (um afluente do Rio São Lourenço, bacia do Rio Paraguai), a 154 metros de altitude. Sua bacia hidrográfica se localiza na região de fronteira entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com área total de aproximadamente 5.410 Km², sendo que 3.279 Km² se encontram em MS e 2.131 Km² em MT. Próximo à atual MT-471, na altura do antigo traçado da estrada que liga Campo Grande a Cuiabá, o Rio Correntes flui através de um túnel cárstico natural de aproximadamente 800 metros de comprimento, que passa por baixo da estrada. A jusante do ponto em que ressurge de seu trajeto subterrâneo há uma queda d’água e, logo a seguir, o rio passa a correr em região de planície, tornando-se, assim, lento e bastante sinuoso. Dessa forma, o sumidouro do Rio Correntes representa uma conspicua barreira biogegráfica para ictiofauna local, algo que pode ser notado pelo relativamente alto endemismo de sua porção alta (à montante do sumidouro), com Characidium chicoi Graça, Ota & Domingues, 2019, Cyphocharax caboclo Melo et al., 2022, Eigenmannia correntes Campos-da Paz & Queiroz, 2017 e Melanorivulus dapazi (Costa, 2005) sendo restritos a esse trecho do rio. Apesar de suas cabeceiras serem relativamente bem conhecidas, pouco se sabe sobre a região de influência da UHE Ponte de Pedra e sua porção baixa. O objetivo deste projeto é justamente investigar a ictiofauna presente na região de influência da supramencionada UHE, especialmente na área do reservatório e também a sua jusante. Além de estudos de diversidade, a ictiofauna do Rio Correntes será analisada em seus aspectos biológicos, especialmente no que tange sua dieta e reprodução. Espera-se, também, que o projeto proporcione a produção de um banco de tecidos para futuros estudos moleculares. 10 20/06/2024 à 31/12/2026 Ciências Biológicas Homologação provisória
100/2024 BARTOLOMEU JOSE RIBEIRO DE SOUSA CUIABÁ Departamento de Ensino e Organização Escolar Pesquisa Ação: Apoio a execução do Planejamento Estratégico da SEMEC A gestão de redes e sistemas de ensino foi profundamente alterada pelas mudanças introduzidas com a promulgação da Emenda Constitucional (EC) nº 108, de 2020 e sua regulamentação infraconstitucional. As mudanças advindas da EC nº 108 no texto constitucional, impactam as relações entre os entes federativos e principalmente a questão tributária. Nesse contexto a educação deixou de ser mero gasto do ponto de vista contábil e passou a ser fator importante para o recebimento de receitas. Com o novo marco legal, os municípios precisam cumprir condicionalidades de melhoria da gestão e evolução de indicadores de atendimento e melhoria da aprendizagem com redução das desigualdades. Isso exige forte investimento em planejamento, gestão estratégica da rede e gestão de sala de aula. Assim, a presente pesquisa ação pretende desenvolver apoio técnico e pedagógico para a Secretaria Municipal de Educação de Sapezal (SEMEC) na execução do planejamento Estratégico da Secretaria. A referida pesquisa se insere no contexto da missão institucional da UFMT e da Lei nº 13.174, de 2015, que determina que as universidades públicas devem atuar em favor da universalização e do aprimoramento da educação básica, mediante a formação e a capacitação de profissionais e a realização de pesquisas pedagógicas que aproximem os dois níveis escolares. 10 03/06/2024 à 30/06/2025 Ciências Humanas Homologação provisória
101/2024 ANA LUCIA NUNES DA CUNHA VILELA CUIABÁ Departamento de Ensino e Organização Escolar TODOS ALFABETIZADORES PELO COMPROMISSO NACIONAL CRIANÇA ALFABETIZADA NO MATO GROSSO - INTERFACE COM A EXTENSÃO Trata-se de um projeto de pesquisa que tem como principal objetivo promover estudos, análises, pesquisas e registros sobre a efetivação do programa de alfabetização lançado pelo governo federal em 2023, aderido pelo governo estadual e pelos governos municipais. Os estudos serão construídos na proposta de parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Educação e as Secretarias Municipais de Educação. Inicialmente, será levantado se todos os 141 municípios de Mato Grosso aderiram ao programa do governo federal, e em seguida acionar as diretorias regionais de educação sobre a questão da alfabetização na fase inicial do ensino fundamental 1º ao 5º ano, e por extensão qual é a política mato-grossense, focando especialmente, na questão da alfabetização na primeira fase do ensino fundamental Outra questão relevante para ser analisada seria verificar as possíveis articulações entre os sistemas (estadual e municipal). A pesquisa utilizará como referencias literatura especifica sobre a alfabetização e de formação de professores. O projeto será desenvolvido em três etapas com diferentes ações: formação de professores, formação de formadores regionais e locais, coordenadores pedagógicos, especialização lato sensu em alfabetização e elaboração de materiais para as formações. 10 01/08/2024 à 31/08/2026 Ciências Humanas Encaminhado à PROPeq
103/2024 PIERRE GIRARD CUIABÁ Departamento de Botânica e Ecologia Riscos da poluição por plásticos aos ecossistemas aquáticos e a saúde das populações humanas vivendo as suas margens O conhecimento dos níveis de contaminação por plásticos em águas continentais está crescendo, assim como estudos toxicológicos apreciando os limites acima dos quais os plásticos causam impactos indesejáveis aos organismos e funções ecossistêmicas. A análise de risco da poluição por plásticos (PP) avalia o quanto níveis ambientais da PP se aproximam de limiares de impactos indesejáveis para ecossistemas e humanos. Investigações dos impactos dos plásticos na saúde humana são ainda incipientes. Os microplásticos (mps< 5mm) entram no corpo humano por ingestão, inalação e contato dérmico. Foram encontrados em diversos órgãos e até no leite materno. A presente proposta responde perguntas cruciais: níveis de PP em ecossistemas aquáticos ultrapassaram limiares críticos? Também, quais são os níveis atuais de exposição de recém nascidos, os humanos mais vulneráveis? Na América do Sul, já existem estimativas de níveis de PP em ecossistemas aquáticos e é possível, utilizando metodologias publicadas, estimar os riscos resultantes destes. Este exercício, além de fornecer uma primeira estimativa dos riscos da PP, permitirá identificar as principais lacunas nos dados sul-americanos e adequar as metodologias de avaliação de risco à realidade deste continente. Para a saúde humana, os níveis de mps do leite materno em locais pristinos (poucas fontes de PP) darão um indicativo da gravidade da exposição dos lactentes. Níveis de PP serão levantados em diversos ecossistemas aquáticos (água e sedimentos) da América do Sul: na região pantaneira, em rios de cabeceira do Paraná (Brasil) e no médio Rio Paraná (Argentina). As amostras de leite materno serão coletadas na região pantaneira e cidades do médio Rio Paraná. As amostras de água e sedimentos serão processadas na UFMT, UEPG e INALI e os polímeros determinados na UEPG por espectrometria Raman. Os microplásticos de leite materno serão enviados para processamento e análise por micro espectrometria Raman na Itália. 10 01/02/2024 à 28/02/2027 Ciências Biológicas Homologado
114/2024 CANDIDA SOARES DA COSTA CUIABÁ Departamento de Teoria e Fundamentos da Educação AGÊNCIA NEGRA, EDUCAÇÃO, RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS E QUILOMBO A sociedade brasileira ainda se configura sobre o silenciamento ou negação do legado e importância do continente africano e do papel da população negra, assim como dos quilombos na vida e na história do Brasil. O projeto tem por tema população negra e sua agência. Foi organizado com o objetivo de produzir conhecimentos acadêmico-científicos que contribuam para a superação da negação e silenciamento sobre a agência negra nos diferentes aspectos e dimensões da vida na história da humanidade, que coadunam em contribuição para a consolidação da Educação das Relações Étnico-Raciais e da Educação Escolar quilombola no Brasil e, particularmente, no estado de Mato Grosso. Trata-se de um projeto tipo “guarda-chuva” ao qual estarão vinculados projetos de pesquisadoras e pesquisadores em processos formativos em iniciação científica, em cursos de Mestrado e de Doutorado em Educação, bem como de pesquisadoras e pesquisadores participantes do projeto. Em termos metodológicos, adota-se como orientação metodológica a Pesquisa bibliográfica, bem como a combinação de diferentes orientações metodológicas de acordo com as necessidades do percurso investigativo de cada projeto de pesquisa a ele vinculado. A pesquisa será realizada no âmbito do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Relações Raciais e Educação (Nepre), linhas de pesquisa Relações Étnico-Raciais e Educação; Quilombo: identidades, territórios e fronteiras, bem como do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), por intermédio da linha Movimentos Sociais Política e Educação Popular. Espera-se que os resultados se convertam em contribuição para a consolidação da Educação das Relações Étnico-Raciais e da Educação Escolar quilombola no Brasil a partir do contexto do estado de Mato Grosso. Palavras-chave: Educação, Relações étnico-raciais, Quilombo, Agência negra, Racismo. 4 01/07/2024 à 30/06/2027 Ciências Humanas Homologado
106/2024 DANILO FERREIRA DE SOUZA CUIABÁ Departamento de Engenharia Elétrica Análise de ciclo de vida de motores elétricos Este projeto de pesquisa tem por objetivo avaliar o ciclo de vida de motores elétricos para aplicações industriais, destacando sua contribuição para as políticas de eficiência energética no Brasil. Utilizando metodologias internacionalmente reconhecidas como a Avaliação de Ciclo de Vida (ACV), este projeto pretende abordar todas as etapas do ciclo de vida dos motores, desde a extração de matérias-primas até a disposição final, considerando também a reciclagem e o reuso, avaliando cenários no contexto brasileiro. O plano de trabalho do projeto de pesquisa sobre motores elétricos abrange uma série de atividades críticas para entender e otimizar o ciclo de vida destas tecnologias no contexto industrial. Inicialmente, será realizada uma revisão sistemática da literatura existente sobre a análise de ciclo de vida em motores elétricos. Em seguida, o projeto avaliará os impactos ambientais associados a diferentes tecnologias de motores, comparando os modelos com eficiências IE3 a IE5. Uma análise geopolítica e um estudo dos impactos sociais da extração dos minerais essenciais, como neodímio e cobalto, usados na construção desses motores também serão conduzidos, visando entender as implicações da cadeia de suprimentos e do uso de recursos na transição energética. Adicionalmente, o projeto examinará as dinâmicas da mobilidade elétrica urbana e a reestruturação da distribuição de energia diante de novas demandas e condições climáticas extremas. A avaliação da vida útil dos motores em diferentes contextos energéticos também será essencial para medir o impacto ambiental durante o uso. Finalmente, os resultados dessas análises serão disseminados por meio da publicação de artigos e relatórios. O projeto de pesquisa está ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) números 7, 9 e 12, estabelecidos pelas Nações Unidas. O ODS 7, que busca assegurar acesso à energia limpa e acessível, é diretamente abordado pelo projeto ao focar na eficiência energética e redução do consumo de energia em sistemas industriais. O ODS 9, que incentiva a inovação e a infraestrutura resilientes, é representado pela busca de tecnologias mais eficientes e sustentáveis no design de motores elétricos. Por fim, o ODS 12, que promove padrões sustentáveis de produção e consumo, é contemplado através da implementação de práticas de ciclo de vida que incluem reciclagem e reuso, visando minimizar o impacto ambiental ao longo do uso dos motores. Os resultados esperados incluem a proposição de novos padrões de eficiência e o desenvolvimento de um mercado de ecocertificação para motores elétricos, alinhando-se às exigências globais e impulsionando a indústria nacional na direção de tecnologias mais sustentáveis. 10 06/05/2024 à 01/04/2027 Engenharias Homologado
98/2024 ROSALINE ROCHA LUNARDI ARAGUAIA Diretoria do Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde CUA A SEGURANÇA ALIMENTAR XAVANTE POR CICLO DE VIDA E EM CONDIÇÕES DE SAÚDE PRIORITÁRIAS A população Xavante está distribuída em nove terras indígenas localizadas ao leste do estado de Mato Grosso, em áreas de 13 municípios. Embora, no geral todas tenham indicadores sociais e de saúde precários, há três delas que sobressaem de forma negativa: São Marcos, Sangradouro e Parabubure. Nestas, há altos índices de mortalidade infantil, de morbimortalidade materna, de doenças metabólicas e nutricionais com graves consequências. A mortalidade que poderia ser evitada para a população Xavante decorre principalmente de desnutrição infantil e, por outro lado, de obesidade, hipertensão e diabetes em adultos. Há diversos determinantes para a desnutrição de crianças e problemas endócrinos e metabólicos de adultos, porém, sem dúvidas, ambos estão associados com a insegurança alimentar, por falta de alimentos e pela inadequação dos alimentos acessados. A mortalidade infantil Xavante no ano de 2023 já está próxima de 80 para mil nascidos vivos, seguindo o aumento que tem ocorrido ao longo dos anos (SESAI 2023). E além do grave quadro de mortalidade infantil, dentre a população Xavante, aproximadamente 14 % apresentam hipertensão, 11% têm diabetes. Estes problemas resultam em altas taxas de internações que poderiam ser evitadas com o controle nutricional, evitando complicações de desnutrição, diabetes e hipertensão, tais como infecções graves, mutilações e deficiências físicas. Ao se considerar como as doenças metabólicas e nutricionais afetam a população Xavante e como estas afecções determinam um quadro de morbimortalidade desfavorável, é imperativo que se conheça como se dá o acesso aos alimentos, a produção local de alimentos, os fatores culturais que interferem na dieta e qual é o estado de segurança alimentar desta população, nos ciclos de vida e de pessoas com condições especiais de saúde, tais como comorbidades, deficiências, alterações mentais, dentre outras. Além destes fatores, também interferem na segurança alimentar, a obtenção de renda, por meio do trabalho remunerado ou da venda dos alimentos produzidos no território. Assim, é importante que se avalie a cadeia de valor dos produtos do território, bem como os mecanismos de produção, manipulação e escoamento destes, para a proposição de um planejamento produtivo eficiente e sustentável. 10 16/01/2024 à 15/01/2027 Ciências da Saúde Homologação provisória
74/2024 DANIELA TIAGO DA SILVA CAMPOS CUIABÁ Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade Bioinsumos na agricultura familiar: o uso de microrganismos para o controle biológico de pragas e a promoção de crescimento das plantas Os biológicos favorecem o equilíbrio do solo, promovem o aumento dos teores de matéria orgânica ao longo do tempo e auxiliam na recuperação de áreas ao contribuir com a disponibilidade de macro e micronutrientes essenciais para o crescimento das plantas. O projeto tem como objetivo a produção de bioinsumos à base de bactérias e fungos para serem utilizados pela agricultura familiar no Vale do Rio Cuiabá. Com o biorreator será realizada a multiplicação em escala de bactérias promotoras de crescimento e fungo entomopatogênicos. Além da produção, o projeto visa integrar a academia com a comunidade local, por meio da troca de experiências, conhecimentos e saberes. 2 20/05/2024 à 20/05/2025 Ciências Agrárias Encaminhado à PROPeq
99/2024 CAIUBI EMANUEL SOUZA KUHN VÁRZEA GRANDE Departamento de Engenharia de Transportes, Química e de Minas Quedas de blocos e procedimentos de segurança na MT 251 entre a salgadeira e a curva da mata fria O presente projeto visa realizar a análise técnica da Situação do Portão do Inferno, Rodovia Estadual MT-251, em relação a situação das encostas e viaduto entre o km 42 e o km 48, considerando a avaliação de riscos, a capacidade de fluxo e a capacidade de carga sob o viaduto. Para isso serão considerados as orientações e procedimentos de avaliação adotados pelo Serviço Geológico do Brasil e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Os procedimentos de análise de risco considerarão também as condicionantes deflagradoras e o tempo de exposição ao risco, bem como eventuais medidas que possam proporcionar a redução do risco. 5 02/05/2024 à 01/08/2024 Ciências Exatas e da Terra Homologado
110/2024 BRUNA HINNAH BORGES MARTINS DE FREITAS CUIABÁ Departamento de Enfermagem Literacia, confiança e aceitação de adolescentes em vacinas antes e após intervenção educativa: estudo de métodos mistos O projeto de pesquisa objetiva analisar a literacia, confiança e aceitação de vacinas antes e após intervenção educativa com adolescentes, segundo características sociodemográficas, econômicas e de saúde. Para tal, serão desenvolvidos estudos de cunho metodológico e de métodos mistos complexos, pois as abordagens envolvem mais passos e procedimentos do que os incluídos nas três abordagens centrais dos estudos de métodos mistos. Estes serão conduzidos com adolescentes de 10 a 19 anos de idade matriculados em escolas das redes pública e privada, de 2024 a 2026. Os estudos metodológicos serão desenvolvidos nos municípios de Sinop/MT e Palmas/PR para adaptar e validar três instrumentos sobre literacia, confiança e aceitação de vacinas a partir de adaptação transcultural e análise de validade e confiabilidade, bem como para validar tecnologias cuidativo-educacionais com foco na promoção da literacia em vacinas. O estudo de métodos mistos quase-experimental será desenvolvido concomitantemente em uma capital de cada região do país: Cuiabá/MT, Macapá/AP, Teresina/PI, Vitória/ES e Curitiba/PR. Na oportunidade, será desenvolvida uma intervenção educativa sobre vacinas para os adolescentes, planejada com base nos achados de um pré-teste. No pré-teste, a fase quantitativa será desenvolvida a partir da aplicação dos instrumentos adaptados e validados e a qualitativa a partir de entrevistas. Após a intervenção, serão aplicados os instrumentos novamente em dois pós-testes realizados em períodos imediato e tardio bem como outra entrevista qualitativa, em uma nova abordagem explanatória sequencial (pós-teste). No estudo quase-experimental, as escolas e salas de aula serão selecionadas de forma aleatória por sorteio, considerando 1.601 adolescentes brasileiros como tamanho amostral na fase quantitativa. A fase qualitativa terá como base o Poder da Informação para definição do número de participantes. Para a análise quantitativa serão empregadas técnicas descritivas (frequência absoluta e relativa) e inferenciais (teste F e teste T, com correção de Bonferroni, para as comparações múltiplas, bem como modelos lineares generalizados mistos, com distribuições gama e normal inversa e funções de ligação canônicas, os quais serão ajustados) e, para a qualitativa a Análise Temática proposta por Braun e Clarke. O projeto respeitará os preceitos éticos conforme resolução 466/2012 e 510/2016 do Conselho Nacional de Saúde e OFÍCIO CIRCULAR Nº 2/2021/CONEP/SECNS/MS. Espera-se que a pesquisa produza conhecimento sobre a literacia, confiança e aceitação dos adolescentes nas vacinas, instrumentos válidos e confiáveis para o rastreio desses construtos relacionados às vacinas com adolescentes brasileiros e a proposição de estratégias para aumentá-los a partir de intervenções educativas sobre vacinas. 10 13/12/2023 à 31/12/2026 Ciências da Saúde Homologação provisória
108/2024 EVERTON BOTAN SINOP Diretoria do Instituto de Ciências Naturais, Humanas e Sociais CUS Variabilidade estelar na Via Láctea e Nuvens de Magalhães Modernos levantamentos fotométricos com cobertura temporal têm produzido um tsunami de dados, levando a uma verdadeira revolução no estudo da variabilidade estelar, incluindo a descoberta de novas classes de objetos variáveis, e com implicações em estudos de populações estelares, formação e evolução estelar, e estrutura Galáctica. Nosso projeto tem como objetivo a descoberta, estudo e caracterização da variabilidade estelar na Via Láctea e galáxias satélites, em especial nas Nuvens de Magalhães. Vamos utilizar dados de grandes levantamentos públicos nos comprimentos de onda do óptico e infravermelho, além de observações próprias e de seguimento utilizando a infraestrutura disponibilizada para a comunidade brasileira, somado às colaborações já estabelecidas com times científicos estrangeiros. Em especial, utilizaremos dados dos projetos VISTA Variables in the Vía Láctea (VVV) e VVV eXtended (VVVX), que têm a capacidade única de combinar observações profundas no infravermelho com uma grande base temporal, cobrindo uma grande área projetada na direção do centro Galáctico. A combinação de dados do VVV/VVVX com observações de levantamentos em outros comprimentos de onda cria uma base de dados sem precedentes que permitirá um melhor entendimento da variabilidade estelar na Via Láctea e galáxias satélites. 5 05/12/2023 à 31/12/2026 Ciências Exatas e da Terra Homologado
75/2024 LEONELA GUIMARAES DA SILVA CUIABÁ Diretoria Adjunta da Faculdade de Economia Levantamento de Preços de Terras em Mato Grosso O estado de Mato Grosso apresenta uma utilização de terras atualmente distribuída entre matas/florestas, lavouras, pastagens, e outros usos, na diversidade dos biomas Amazônico, Cerrado e Pantanal contemplando diferentes estruturas de especialização regional de produção. Nesse sentido a ocupação dessas terras e consequentemente a definição do preço por hectare na área rural dentro do estado de Mato Grosso se diferencia considerando uma diversidade regional em relação a diferentes cultivos, formas de produtividade, concorrências pelo uso dessas terras, dentre outros fatores e condições. Deste modo, em cada espaço há uma definição de preços de mercado para essas áreas rurais que se organizam a partir do mercado e esse comportamento de preços precisa ser considerado como um dos elementos norteadores do levantamento de preços regionais de terras. A importância de pesquisas que contribuam no levantamento de preços das terras rurais de MT permite compreender mudanças ao longo do tempo que refletem alterações estruturais de potencialidades de usos e formas efetivas de usos das terras em determinadas regiões, bem como orientar agentes econômicos para conhecimento de forma ampla do comportamento de preços em um mercado amplo como o de Mato Grosso. Assim, essa pesquisa propõe a realização de uma sistematização do levantamento do preço de terras em MT considerando o âmbito de Valor de Terra Nua bem como do valor do Imóvel Rural como um todo, sistematizado por município e considerando as diferentes aptidões agrícolas das terras. A pesquisa é inicialmente proposta para o ano de 2024, mas, com a possibilidade de se tornar uma pesquisa contínua e sistemática para consolidação de um base de dados. 2 01/04/2024 à 30/04/2025 Ciências Sociais Aplicadas Homologação provisória
76/2024 ALEXANDRE MAGNO DE MELO FARIA CUIABÁ Diretoria Adjunta da Faculdade de Economia Diagnóstico Social da Infância e Adolescência de Cuiabá Este projeto de pesquisa tem como objetivo elaborar um diagnóstico social da infância e adolescência no município de Cuiabá. O diagnóstico social da infância e adolescência é um estudo aprofundado que busca entender a realidade socioeconômica, cultural e educacional das crianças e adolescentes em um determinado contexto. A referência espacial será a divisão do território considerando os seis Conselhos Tutelares e suas respectivas áreas de atuação. Serão produzidos seis volumes conforme definição dos direitos fundamentais definidos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Os resultados servirão de referência para a elaboração do Plano Municipal da Infância e Adolescência a ser construído em fórum social a ser convocado. 10 01/06/2024 à 31/05/2025 Ciências Sociais Aplicadas Homologação provisória
89/2024 JOSE JACONIAS DA SILVA CUIABÁ Departamento de Administração Saberes da Terra - Fortalecimento da Agricultura Familiar Agroecológica, promoção de territórios saudáveis e sustentáveis e Bem viver no Campo e na Cidade. O objetivo geral deste projeto é desenvolver ações para o fortalecimento da agricultura familiar agroecológica a partir de territórios saudáveis e sustentáveis, compreender os saberes da agricultura familiar agroecológica, com a instalação de hortas, capacitações em técnicas de gestão, produção, comercialização de produtos e promoção da saúde para o bem viver no campo e na cidade. Os objetivos específicos são: 1 - Levantar os principais desafios para a produção e comercialização de alimentos agroecológicos de 5 grupos sociais localizados nos municípios de Cuiabá, Acorizal, Barra do Bugres, Nossa Senhora do Livramento e Santo Antônio do Leverger; 2 - Construir coletivamente estratégias de promoção de territórios saudáveis e sustentáveis no campo e na cidade; 3 - Instalar 09 hortas agroecológicas em 5 grupos diferentes, sendo: 02 hortas no assentamento Zé da Paes, 02 hortas na Agrovila das Palmeiras na Cooperativa Coopamsal; 02 hortas Comunidade Quilombola Água Doce; 02 hortas na Associação das Mulheres Trabalhadoras Rurais da Comunidade Paratudal, 01 horta no Centro de Pastoral Para Migrantes; 4 – Incentivar a troca de saberes para a conversão agroecológica, com a utilização de técnicas, tais como: controle biológico, utilização de bioinsumos, adubação verde, troca de sementes e compostagem; 5 - Apoiar as comunidades participantes do projeto em ações de produção para subsistência; 6 – Fomentar a organização Administrativa dos grupos participantes; 7 – Estimular a comercialização dos produtos com foco nos circuitos curtos como as feiras livres e a venda direta ao consumidor, bem como apoiar a elaboração de projetos para o acesso aos mercados institucionais como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Este projeto de pesquisa utilizará como metodologia de implantação desta proposta a pesquisa-ação. Prevê-se como resultados a possiblidade de entender todo o processo de preparação da terra, plantio, condução das culturas, organização da gestão interna, organização da comercialização, ou seja durante o período de 1 ano será possível acompanhar todo o processo produtivo e organizativo de 5 grupos sociais diferentes, com a instalação de 9 hortas agroecológicas. Com a observação e a construção destes processos será possível a elaboração de pesquisas em três importantes áreas, sendo: administração, agronomia e na área de saúde, para isso será composto uma equipe multidisciplinar formada por Professores, estudantes de graduação e estudantes de pós graduação. 10 15/03/2024 à 15/03/2025 Ciências Sociais Aplicadas Homologação provisória
84/2024 RICARDO RODRIGUES DE FRANCA BENTO CUIABÁ Diretoria Adjunta do Instituto de Física Estudo de Propriedades Vibracionais de Cristais de Aminoácidos dopados com Metais de Transição Neste projeto serão crescidos outros aminoácidos dopados com elementos de transição e serão realizadas medidas de espalhamento Raman em alguns cristais de aminoácidos com o objetivo de se estudar o comportamento vibracional destes materiais em função da temperatura no intervalo entre 10 e 300 K. Esta pesquisa é a continuidade de um longo trabalho que vem sendo realizado nas últimas décadas nos Laboratórios de Síntese de Materiais e de Espalhamento de Luz do Instituto de Física da UFMT e do Departamento de Física da UFC, relacionado às propriedades vibracionais e estruturais de cristais de aminoácidos [8-13, 20-26]. Para se atingir este objetivo serão feitas medidas a baixas temperaturas e pressão ambiente, com o auxílio de um criostato/dedo frio refrigerado a hélio. Com o conjunto destes resultados será possível construir-se os diagramas de fase de alguns aminoácidos. Pretende-se cristalizar os aminoácidos e, inicialmente, proceder a um estudo via teoria de grupos da identificação dos modos normais de vibração dos cristais, bem como com o auxílio de cálculos do tipo primeiros princípios para a molécula isolada. A partir deste estudo será feita a análise vibracional com variação da temperatura no intervalo entre 10 e 300 K. 10 01/03/2024 à 01/03/2026 Ciências Exatas e da Terra Homologado
66/2024 DENIA MENDES DE SOUSA VALLADAO SINOP Diretoria do Instituto de Ciências da Saúde do CUS Desenvolvimento de produtos biotecnológicos e avaliação do potencial antioxidante de espécies vegetais da biodiversidade Mato-Grossense- Parte 1 Avanços na nanotecnologia combinados com o uso de produtos naturais representam um campo promissor na ciência. Sendo o Brasil um país de rico em biodiversidade, e em especial o estado de Mato Grosso, que abrange três importantes biomas (Amazônia, Cerrado e Pantanal), espécies da flora Mato-Grossense são comumente utilizadas pelas comunidades locais, representando um grande potencial científico. Dessa forma, o projeto tem como objetivo desenvolver produtos a partir de extratos de diferentes partes das plantas do estado de Mato Grosso. 5 01/04/2024 à 01/04/2027 Ciências da Saúde Homologado
85/2024 ERIKA NASCIMENTO LIMA RONDONÓPOLIS Diretoria Adjunta do Instituto de Ciências Exatas e Naturais Cálculo das propriedades eletrônicas e estruturais de nanomateriais 2D para aplicações na nanoeletrônica A proposta do presente projeto é a realização de um estudo teórico da estabilidade energética e estrutura eletrônica de nanoestruturas 2D. Os cálculos serão realizados utilizando-se de métodos de primeiros princípios, através de técnicas de simulação computacional. Inicialmente pretendemos investigar a funcionalização de TMDCs (Dicalcogenetos de Metais de Transição), dentre os quais podemos citar o WS2 , WSe2 e o MoS2 , através da interface com outros materiais, como por exemplo o grafeno. O estado atual e o desafio de outros materiais 2D funcionalizados também serão estudados do ponto de vista de sua aplicação em dispositivos eletrônicos, devido à possibilidade de produção de baixo custo, ser a base de carbono e favorecer consumo de energia de forma ecologicamente responsável. 10 06/03/2024 à 06/03/2027 Ciências Exatas e da Terra Homologado
113/2024 ANA PAULA MEIRA SOARES PEREIRA CUIABÁ Departamento de Estatística Implementação de análise com software R para Material Didático Unificado - Estatística Para auxiliar os estudos foram desenvolvidos dois materiais didáticos, um material didático para a disciplina de ESTATÍSTICA BÁSICA e outro material para a disciplina de PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA, abordando exemplos que contemplem os cursos onde essas disciplinas serão ministradas. Para aprimorar os estudos e tornar o material ainda mais eficiente e atual, torna-se necessária a implementação de recursos computacionais, como rotinas de análises estatísticas utilizando o software R. 10 05/03/2024 à 04/02/2026 Ciências Exatas e da Terra Homologado